Programas

Yakuake – Elegante e prático

Seguindo minha sequência de postagem, uma na vida outra na morte, estou aqui para falar do Yakuake. Faz um tempo que estava querendo falar dele (quase um ano), quando o conheci, então vamos lá:

O Yakuake que um Terminal nativo do KDE. É a continuação do Kuake, um projeto que foi encerrado em 2004

Janela do terminal Yakuake

Janela do Terminal Yakuake

O diferencial do Yakuake é que depois de aberto ao usar uma tecla de atalho (que por padrão é F12) ele desliza pela tela de cima para baixo e quando acionado novamente a tecla de atalho ele desliza para cima. É um efeito semelhante com terminais de jogos como Urban Terror, Quake e afins.

O visual, que dá um toque fino para ao Yakuake, é bem personalizável, você pode escolher o tempo de rolagem, cores, transparências, fundos. Aliás essa é uma das principais diferenças com o Guake, um terminal semelhante mas nativo do GNOME.
E não é só de beleza que vive esse programa.  Ele também inclui navegação por abas, criação de perfis, divisão da janela horizontal e vertical e diversas outros.

A praticidade desse terminal esta, também, no fato do mesmo ficar carregado você pode oculta-lo no meio de um tarefa e continuar a fazer o que precisa, sem perder o foco, enquanto ele aguarda de onde parou, com suas tarefas abertas/executando ou um comando/texto por digitar

Instalação – Ubuntu: Continuar lendo

Padrão